sexta-feira, 10 de novembro de 2017

DJANGO & DUKE


Quando Django viajou para a cidade de Nova York em 1946 para viajar com Duke Ellington , ele deixou seu Selmer para trás; ele acreditava que os luthiers americanos iriam patrocinar ele com guitarra manouche usar nos concertos e fazer divulgação.. No entanto, não houve um comitê de boas-vindas; Django foi forçado a usar uma guitarrista Gibson ES-300 a qual ele destestou.

 Após alguns dias quando o gerente de Django, Charles Delaunay, chegou um pouco depois carregando a guitarra de Django, o mesmo ajoelhou se em frente a seu Selmer enquanto amaldiçoava as guitarras americanas.

.
Django chegou aos EUA no dia 29 de outubro de 1946 , sem saber falra praticamente nada de ingles para visitar a Orquestra Duke Ellington como solista convidado; a turnê traria a costa leste e incluiria 2 shows no Carnegie Hall em Nova York. Django encontrou-se com Duke no dia 30 de outubro, enquanto Duke estava terminando um período de 2 semanas no clube nocturno " Aquarium ". A turnê começou em Cleveland , Ohio, Django ficou irritado com o fato de os publicitários não incluirem o nome dele.


Django e a Gibson ES-300 

Uma parte sombria do personagem de Django foi revelada quando se soube que Ellington também convidou Grappelli para visitar a América, mas Django não disse nada... parece que Ellington convidou toda a banda, mas o Django basicamente aceitou o convite para 
si mesmo.Ele perdeu seu intérprete de língua inglesa confiável...que certamente poderia ter mudado o rumo de turnê americana que foi classificada como "fracasso" pela primeira biografia sobre Django.

A tour pode não ter sido das melhores mas a união da arte desses dois geniais artistas do nosso tempo essa é certamente transcendental e dispensa maiores apresentações...ouça!









Nenhum comentário:

Postar um comentário